Vídeo de Apresentação
Vídeo de Apresentação
Convite à História e Arqueologia
Em 11.04.2019 | 14:00
    Patrimónios de Évora: no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios da UNESCO, o projeto Noite Europeia dos Investigadores, em parceria com diversas unidades de investigação da Universidade de Évora e o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, promove uma programação de atividades culturais, no dia 11 de Abril, das 14:00 às 18:00. Com objectivo de destacar as diversas valências de Évora como espaço científico, histórico e cultural, serão realizadas oficinas livres, conversas com investigadores e visitas guiadas ao património científico de Évora. O encontro integra um conjunto de atividades preparatórias e a realização de um grande evento de divulgação científica para a população eborense, a Noite Europeia dos Investigadores no dia 27 de setembro de 2019, inseridas no projeto Ciência na Cidade financiado pela Comissão Europeia, no âmbito das Ações Marie Curie. O projeto resulta de um consórcio entre a Universidade de Évora, a Universidade do Minho, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, o Instituto Universitário de Lisboa, a Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Estoril, a Câmara Municipal de Lisboa e a Universidade de Lisboa sob coordenação do Museu Nacional de História Natural e da Ciência. Entrada livre..
De 28.03.2019 a 30.03.2019
  O Centro de Investigação em Ciência Política (CICP) e o Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDEHUS) da Universidade de Évora organizam em conjunto o III Encontro da Rede Portuguesa de História Ambiental, que se realizará na cidade de Évora, entre 28 e 30 de Março de 2019. Programa disponível em: https://encontroreportha2019.weebly.com/programme.html.
De 01.04.2019 | 14:30 a 02.04.2019 | 14:00
        Apoios: Programa disponível em: https://dialogostransfronteiricos.weebly.com/programa.html
De 13.11.2019 | 09:00 a 15.11.2019
On 13, 14 and 15 November 2019, the 2nd International Congress for Young Researchers in Middle Ages (ICYRMA) will take place at the University of Évora, Portugal.  
De 22.02.2019 a 04.05.2019
  Notícia do UEline: O Menir do Patalou, no concelho de Nisa, reerguido em 2015 por uma equipa de arqueólogos da Universidade de Évora, liderada por Jorge Oliveira, professor no Departamento de História e diretor do Laboratório Pinho Monteiro da UÉ, encontra-se em processo de classificação. A anúncio foi publicado ontem, 21 de Fevereiro, em Diário da República. Com quatro metros de comprimento e cerca de sete toneladas, o Menir do Patalou, está localizado junto a uma estrada que liga Nisa à albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide, distrito de Portalegre, objeto de estudo e reabilitação em 2015, no âmbito de um protocolo entre a Universidade de Évora e a Câmara Municipal de Nisa. Os resultados dos trabalhos arqueológicos indicaram que este menir foi erguido em meados do quinto milénio antes de Cristo, tendo as primeiras comunidades neolíticas talhado, transportado e erguido para cultos à fertilidade. Em entrevista à Universidade de Évora, Jorge Oliveira, indicou que, após submeter a matéria orgânica encontrada no menir por radiocarbono, confirmou-se que “os menires são substancialmente mais antigos do que os dólmenes”, revelando-se uma descoberta de interesse internacional, considerado “um dos mais volumosos menires explicitamente fálicos da Península Ibérica”. O anúncio agora publicado é relativo ao despacho de 20 de novembro de 2018, da diretora-geral do Património Cultural, Paula Araújo da Silva, que determina a abertura do procedimento de classificação, sob proposta da Direção Regional de Cultura do Alentejo. Em 22.02.2019.    
Em 25.01.2019 | 14:30
 "Então não dizes nada? Como por um objeto a falar em 4 passos!", com Marta Lourenço (Universidade de Lisboa | MUNHAC Museu Nacional de História Natural e Ciência | UMAC), no âmbito do Seminário de Investigação do Programa de Doutoramento de História e Filosofia da Ciência - Museologia, da Universidade de Évora Entrada livre
De 08.12.2018 a 28.12.2018
  Fotografia: Departamento de História
Publicado em 20.11.2018
Quintino Lopes, investigador do IHC_CEHFCi_UÉ, recebeu o prémio para Publicações Internacionais de Jovens Investigadores da Associação Portuguesa de História Económica e Social (APHES), pelo artigo “The National Education Board (1929-36) and scientific research in Portugal“, publicado em 2017 no Portuguese Journal of Social Science.
De 28.09.2018 a 29.04.2019
Hamsa. Journal of Judaic and Islamic Studies, nº 6 (2019) | Call for papers: The editors of «Hamsa: Journal of Judaic and Islamic Studies» publicly announce that the journal is now accepting proposals for its 6th volume. For this volume, we particularly welcome proposals offering original analysis on the broad subject of Judaic and Islamic studies Contacts to send the articles:  The papers should be send to hamsa@uevora.pt Deadline: April 30th, 2019 Further information: Please see form and preparation of manuscripts (www.hamsa.cidehus.uevora.pt/formmanuscripts.htm).
Em 19.09.2018 | 11:00
Seminar: Self-domestication of Homo sapiens: the construction of a social organism   | Prof. Claudio Tuniz (Centre for Archaeological Science - University of WOLLONGONG - Australia) | Prof. Patrizia Tiberi Vipraio (University of Udine - Italy)
De 09.06.2018 | 15:00 a 24.11.2018
De 24.10.2018 | 09:00 a 25.10.2018
 A Conferência Internacional "Archives in the Age of Digital Humanities" decorrerá na Universidade de Évora, entre os dias 24 e 25 de Outubro de 2018.  
De 22.04.2019 | 09:00 a 24.04.2019
Decorrerá na Universidade de Évora, entre o dia 22 e 24 de abril de 2019, o Congresso Internacional dedicado ao tema "Um Reino de Mulheres: Expressões literárias, culturais e artísticas nas instituições monástico-conventuais femininas"
De 29.11.2018 | 09:00 a 30.11.2018
It will be held at the University of Évora on November 29 and 30, 2018, the International Congress on Cultural Mapping: Linking Heritage (Tangible and Intangible) and Creative Tourism. 
Publicado em 05.07.2018
A União Europeia renovou por um período de 4 edições o mestrado ERASMUS MUNDUS ARCHMAT (Arqueologia e Ambiente) liderado pela Universidade de Évora. Nicola Schiavon, diretor do programa de mestrado, considerou esta renovação “um grande êxito” para a Universidade de Évora no âmbito da internacionalização, e o reconhecimento concedido pela União Europeia a um programa de estudos de “excelência internacional”.
De 28.06.2018 a 31.08.2018
  Jorge Oliveira é professor no Departamento de História e diretor do Laboratório Pinho Monteiro da UÉ. Responsável pela transição da “arqueologia amadora” para uma “arqueologia profissional” na Universidade de Évora, participou e liderou inúmeras escavações arqueológicas no território alentejano. Através de uma pequena porção de matéria orgânica encontrada pelo arqueólogo na base do Menir da Meada (o mais impressionante monumento megalítico da região de Castelo de Vide, e o maior menir totalmente talhado pelo homem em toda a Península Ibérica), foi possível obter uma datação mais antiga do que era espectável. A comunidade de arqueológos ligados ao neolítico sempre acreditou que o megalitismo funerário (dolmen) era contemporâneo dos menires, porém esta datação, veio revelar que estes eram cerca de dois mil anos mais antigos. Era necessário confirmar esse resultado. Seria apenas um acaso? Jorge Oliveira não hesitou e continuou, como sempre, a dedicar-se à investigação e uma nova escavação efetuada agora ao Menir do Patalou, situado junto a uma estrada que liga Nisa à albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide, revelou essa evidência. Após submeter a matéria orgânica encontrada neste menir por radiocarbono, confirmou-se a evidência: os menires são substancialmente mais antigos do que os dólmenes, revelando-se uma descoberta de interesse internacional. Disponível em: www.ueline.uevora.pt/  
Publicado em 28.06.2018
Jorge Oliveira é professor no Departamento de História e diretor do Laboratório Pinho Monteiro da UÉ. Responsável pela transição da “arqueologia amadora” para uma “arqueologia profissional” na Universidade de Évora, participou e liderou inúmeras escavações arqueológicas no território alentejano.  
De 13.06.2018 a 31.07.2018
Leonor Rocha, professora e investigadora na área da Arqueologia e subdiretora da Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora, foi a convidada do programa Falando Com, no dia 13 Junho 2018. A ouvir na seguinte ligação: http://www.dianafm.com/event/falando-com-leonor-rocha/.
De 14.05.2018 a 31.07.2018
  Uma das efemérides que assinalamos politicamente como umas das mais importantes de 2018 serão os 50 anos do Maio de 68. São inúmeras as atividades por esse mundo fora que visam assinalar a data. A Universidade de Évora não é excepção e apresenta propostas a que não ficámos indiferentes. No jornal Tribuna Alentejo - online, de 14/05/2018: www.tribunaalentejo.pt/.
De 22.06.2018 | 18:00 a 01.07.2018
EXPOSIÇÃO DOS ALUNOS FINALISTAS DO DAVD/EA/UÉ  
De 28.06.2018 | 09:30 a 28.06.2018 | 17:00
Decorrerá, no dia 28 de junho de 2018 no Centro UNESCO de Beja, o IV Encontro da Cátedra UNESCO em Património Imaterial e Saber-Fazer Tradicional: Interligar Patrimónios, dedicado ao tema "Património Imaterial e Tecnologia: Desafios"
Em 09.06.2018 | 15:00
Publicado em 28.05.2018
The Call for Papers for the International Congress on Cultural Mapping: Linking Heritage (Tangible and Intangible) and Creative Tourism is open.  Deadline: 15. July. 2018
Em 21.06.2018 | 10:30
Decorrem, no dia 21 de junho de 2018, na Universidade de Évora, as Jornadas de História da Construção - Construir o século XIX: indústria e a "arquitetura do ferro". 
De 12.07.2018 | 09:30 a 13.07.2018
Decorrerá na Universidade de Évora, nos dias 12 e 13 de julho de 2018, o primeiro o Symposium I do projecto "RESISTANCE: Rebellion and Resistance in the Iberian Empires, 16th-19th centuries", dedicado ao "Theoretical framework and state of the art"
Publicado em 21.05.2018
Está aberta a call for papers para a Conferência Internacional "Archives in the Age of Digital Humanities" que decorrerá na Universidade de Évora, entre os dias 24 e 25 de Outubro de 2018.   Data limite de submissão: 15. Julho. 2018  
De 23.05.2018 a 29.05.2018
Mission & Objectives The aim of the course is to provide participants with the knowledge and skills needed to conduct digital surveys in religious heritage sites through theoretical classes and practical activities. Based on real case studies, each participant will experience the entire process of 3d survey using the relevant equipment and technology: the field survey, data processing, rendering, interpretation and final presentation of the work. Participants will be guided by experienced tutors in all process stages. The real case studies are 2 monasteries located in Alentejo region, about one hour away from Lisbon and situated around the UNESCO Heritage Site city of Évora. ​These monasteries were part of the Congregation of Saint Paul of Serra de Ossa (Ossa Mountain), which was founded in 1482, originated by an important eremitic movement called Homens da Pobre Vida (poor life men), documented since 1366. The community of hermits expanded up to the first half of the 15th century, mostly in southern Portugal in the Alentejo region. In 1578, following a process of institutionalization led by the Church, an autonomous congregation was set up, affiliated in the Hungarian Order of Saint Paul the First Hermit, until 1834, when the decree of dissolution of the religious orders disbanded all the convents and monasteries in Portugal.   Recipients Advanced graduate or PhD student, post-doc, junior researcher in the fields of architecture, archaeology and engineering as well as professionals in the fields of Cultural Heritage and Historic Preservation, who are interested in obtaining fundamental knowledge and skills in survey methodology. Maximum number of participants: 20   During the school the participants will be divided in groups, each group will be followed and conducted by a tutor. Participants are required to bring a personal laptop and a digital camera.   The summer school will be conducted in English, so participants should have a good command of the language.   Organization Committee Alexandra Paio (DINÂMIA’CET-IUL; ISTAR-IUL) João Luís Inglês Fontes (IEM - NOVA FCSH; CEHR-UCP) José Saldanha (DINÂMIA’CET-IUL) Luís Mateus (CIAUD-UL) Paula André (DINÂMIA’CET-IUL) Paulo Simões Rodrigues (CHAIA – UÉvora) Rolando Volzone (DINÂMIA’CET-IUL) Stefano Bertocci (DIDA – UNIFI)   Fees Early Bird fee (Until 31st May) Students: 150€ Non students: 250€ ​Late Fee Students: 200€ Non students: 300€ Registration Includes: - 2,5 ECTS - International conference; - 1 coffee break; - 4 masterclasses; - transports from Lisbon to Évora; - transports to the case study area; - 1 lunch in a regional restaurant; - final presentation   Info Request: arquitecturasdaalma@gmail.com Registration 1 – Sign up at https://sge.uevora.pt  (a confirmation email will be sent to you in order to complete your registration) 2 – Login at https://sge.uevora.pt and then go to https://sge.uevora.pt/eventos/ver/484 3 – On the right side of the page choose “Register” 4 – After registration choose “Confirm Registration” 5 – After confirming your registration, select the option “Confirm Payment” and you will be asked for your billing details and the uploading of your proof of payment. More information https://www.dinamiacet.iscte-iul.pt/arquiteturas-da-alma-2018
Publicado em 18.05.2018
No âmbito do II Seminário da Rede de Bibliotecas de Évora, subordinado ao tema "Bibliotecas em rede: gerir, preservar e divulgar" falamos com Fernando Gameiro, investigador do CIDEHUS da Universidade de Évora e coordenador da Rede de Bibliotecas de Évora (RBEV). Assumindo-se como uma rede da “dimensão da Cidade” esta, é a única rede portuguesa que integra bibliotecas de leitura pública, escolar e universitária. O catálogo oferece mais de 250 mil títulos, com acesso livre e disponíveis na internet.
Em 24.05.2018 | 18:00
  Apresentação da obra: "A Grande Guerra em Moçambique - O Diário do Tenente Frederico Marinho Falcão (1916 - 1918)", com coordenação de Francisco Vaz. Editada pelas Edições Colibri, seguindo-se uma conferência por Francisco Vaz e Hélder Adegar da Fonseca da Universidade de Évora. A obra será apresentada no âmbito do programa do Centenário da Grande Guerra organizado pela Direção Regional de Cultura do Alentejo, que decorrerá entre 24 de maio a 14 de junho de 2018.
Em 15.05.2018 | 21:30
  O Departamento de História, o Departamento de Artes Cénicas da Universidade de Évora e a Colecção B apresentam o filme: Os Sonhadores (2003), de Bernardo Bertolucci. Realizado em 2003, centra-se na história de três jovens que acabam por se envolver em jogos psicológicos e sexuais, tendo como pano de fundo a Revolução que ocorria em Paris entre Maio e Junho de 1968. Este é o segundo do Ciclo «Debaixo das pedras da calçada, a praia» e invoca uma das propostas "utópicas" do Maio de 68: a libertação sexual, o amor livre. Direção: Bernardo Bertolucci | Argumento: Gilbert Adair | Artistas: Eva Green, Louis Garrel, Michael Pitt | Género: drama | Idioma: inglês / francês | Estreia: 2003 | Duração: 114 min. | Entrada livre e gratuitaOutros Cinemas é um projecto da Colecção B, em parceria com o Departamento de Artes Cénicas da Universidade de Évora. Conta com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, da Universidade de Évora, da Fundação Eugénio de Almeida, da SOIR Joaquim António de Aguiar e da Câmara Municipal de Évora.
De 08.05.2018 | 18:00 a 08.06.2018
  O Centro de Investigação em Ciência Política e a Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora inauguram dia 8 de maio a Exposição: "Maio de 68 na Imprensa Portuguesa". Os acontecimentos de Maio e Junho de 1968 em França têm sido caracterizados como uma revolta espontânea antiautoritária desencadeada por estudantes universitários que deram voz às suas aspirações libertárias e críticas dum modelo civilizacional burguês, consumista e imperialista. Como movimento social, apresentou-se multiforme, plural e descentralizado, ganhando expressão com o apoio de milhões de trabalhadores que recorreram à greve geral.  Apesar da normalização imposta, o Maio de 68 constitui um marco cultural e uma referência que ultrapassou as fronteiras francesas. O estudante universitário emerge como um actor social crítico e interventivo, tal como ocorreria em Portugal na crise académica do ano seguinte. Por outro lado, a experiência de Maio foi vivida também por jovens exilados políticos portugueses e p or emigrantes que viriam a participar, de diferentes modos, na revolução portuguesa. Numa visão mundial, a participação estudantil nos processos de mudança política e social iria ainda marcar as décadas de 1980 e 1990. Curadoria: Paulo E. Guimarães, CICP / ECS – UÉ | Programa de Doutoramento em História Contemporânea | Mestrado em Estudos Históricos Europeus e Africanos   
De 08.05.2018 a 31.05.2018
                       
Em 26.04.2018 | 18:30
  No próximo dia 26 de Abril vamos falar sobre a pena de morte, passados 150 anos da sua abolição em Portugal, com o Professor Jorge de Oliveira (Departamento de História da Universidade de Évora).
Em 17.04.2018
O Centro Interativo​ de Arqueologia está aberto ao público, inaugurado com a Exposição de Fotografia: "Arqueologia com Gente Dentro" da autoria de André Carneiro, Leonor Rocha e Jorge de Oliveira, professores e investigadores da Universidade de Évora. André de Resende dá nome a este espaço dedicado à arqueologia, uma homenagem ao considerado “pai da arqueologia portuguesa”. Ver mais em: http://www.ueline.uevora.pt/Canais/academia/(item)/24642/    
Em 19.04.2018 | 10:00
    O Núcleo de Estudantes de História e Arqueologia da Universidade de Évora (NEHAUE) tem o prazer de convidar toda a comunidade académica, assim como a comunidade eborense em geral, a participar activamente nas II Jornadas de História, Arqueologia e Património que irá organizar durante este mês de Abril de 2018! Estejam atentos pois os diversos eventos realizados nesse âmbito irão ser anunciados durante os próximos dias! Pelo segundo ano consecutivo o NEHAUE organiza estas Jornadas, sempre com o intuito de ir mais longe na produção e criação de iniciativas que visam dinamizar e enriquecer a experiência curricular dos alunos que representa, enaltecendo e promovendo o trabalho e as valências dos mesmos! Não obstante, é também nosso objectivo contribuir com mais um evento de dimensão científica na cidade de Évora, num sentido claro de apoio à potencialização do interior do país. Aguardamos a vossa presença!  
Em 09.05.2018 | 15:00
    PROGRAMA |  Mesa Redonda, seguida de Debate |   Moderador: Jorge de Oliveira | Arqueologia/ UÉ | Participantes: Amílcar Matos | TVI | Luís Godinho | SIC | Manuel Isaac | Jornal Alto Alentejo | Pedro Galego | CM e CMTV | Sérgio Major | LUSA | Leonor Rocha | Arqueologia/ UÉ | Noemi Marujo | Turismo/ UÉ |     Entrada Livre
Em 17.04.2018 | 16:00
A Área de Arqueologia da Universidade de Évora tem o prazer de Vos convidar a estarem presentes na Inauguração do Centro Interactivo de Arqueologia e Inauguração da Exposição de Fotografia: "Arqueologia com Gente Dentro", da autoria dos Professores Jorge de Oliveira, Leonor Rocha e André Carneiro, e que decorrerá no dia 17 de Abril'18 (Terça-feira) na Sala 205 no Palácio do Vimioso.  
Em 10.04.2018 | 21:30
  O Departamento de História, o Departamento de Artes Cénicas da Universidade de Évora e Colecção B apresentam o filme A Comédia e a Vida. O ciclo "Teatro no Ecrã" prossegue no mês de Abril tratando a forma como o cinema tem apresentado o universo do teatro. O filme escolhido é considerado pela Cinemateca Portuguesa como a mais bela homenagem ao teatro feita por um homem do cinema, Jean Renoir. Esta produção franco-italiana, estreada em 1952, foi filmada na Cidade do Cinema (Cinecittá) em Roma e é considerada uma das grandes experiências da cor no cinema deste período. Com o registo original em inglês e com música de António Vivaldi (1678-1741), mostra-nos como o realizador foi capaz de utilizar As Quatro Estações como banda sonora para recriar o ambiente de uma época. Anna Magnani interpreta Camilia, vedeta de uma companhia itinerante que viaja até à América Espanhola do século XVIII, vendo-se disputada por três homens, mas cujo amor maior é o teatro. Steven Jay Schneider (2012) considera o The Golden Coach (Carruagem Dourada era o título original) um dos filmes que temos de ver antes de morrer (1001 Movies You Must See Before You Die, 2012). Para nós é principalmente um filme belo e encantador que recria a vida das companhias itinerantes do passado. Ficha técnica: Título original: The Golden Coach Realização: Jean Renoir Argumento: Jean Renoir, Jack Kirkland Actores: Anna Magnani, Odoardo Spadaro, Nada Fiorelli Música: António Vivaldi Estreia 1952 Duração: 103 minutos Língua: Inglês (legendas em Português) Entrada livre
De 08.11.2018 | 09:00 a 10.11.2018
As I Jornadas Ibero Americanas de Jovens Investigadores em Património Industrial decorrerão na Universidade de Évora, entre os dias 8 e 10 de Novembro de 2018. 
De 08.11.2018 | 09:00 a 10.11.2018
O I Congresso Internacional para Jovens Investigadores em Idade Média decorrerá na Universidade de Évora, entre os dias 8 e 10 de Novembro de 2018. 
Em 14.03.2018 | 17:00
Decorrerá, no próximo dia 14 de Março, na Universidade de Évora, a apresentação do livro "Arborização contra cheias tempestades e marés. Política de águas e de florestas em Portugal (1834-1886)" da autoria de Cristina Joanaz de Melo.     
Em 02.01.2018
Cinema e música | O ano de 2018 abre com o tema «cinema e música», uma proposta para levar os eborenses a ouvir cinema através de uma viagem ilustrada por diferentes géneros cinematográficos que celebram compositores de referência no repertório erudito e popular do século XX.   Antes dos videoclips, a música esteve presente desde a origem da indústria cinematográfica. Muito antes da projecção do primeiro cinema sonoro, em 1927, pela companhia Warner Brothers, as projecções de imagens animadas eram acompanhadas ao piano com música frequentemente improvisada que acompanhava o desenrolar da «acção». Nos anos ‘20, os cine-teatro mais luxuosos acompanhavam as imagens com o som de orquestra, que tocava música escrita expressamente para dar vida à narrativa. Em 1927, para celebrar esse prodígio tecnológico (o cinema sonoro), a Warner escolheria um dos ícones da música popular norte-americana Al Jonson (nome do judeu lituano emigrado Asa Yoelson, 1885-1950), para o filme The Jazz Singer que, no essencial, passava para o cinema o popular teatro de variedades. A magia das imagens animadas necessitou sempre da música para ilustrar emocionalmente ou gerar o ambiente necessário à criação dessa maravilhosa ilusão. No entanto, essa música não é frequentemente ouvida visto que ela se subordina à narrativa expressa através das imagens e dos textos dos personagens. Ocasionalmente essa música «erudita» escrita para cinema conseguiu impor-se por si mesma e viver para além do filme, alimentando o comércio das gravações de discos de bandas sonoras de filmes. Neste ciclo propomo-nos atentar nesse cruzamento entre a música erudita e a música para os filmes e evidenciar os seus compositores através da invocação de alguns nomes emblemáticos como os norte-americanos George Gershwin (1898-1937) e Leonard Bernstein (1918-1990) e, no caso da música para cinema, Bernard Hermann (1911-1975), os italianos Ennio Morricone (n.1928) e Nino Rota (1911-1975) e o francês Paul Misraki (1908-1998). A selecção contempla diferentes géneros (o musical, o drama, o cinema negro, o Western), com a música erudita contemporânea (vulgo «clássica») a tomar nesta selecção um papel central. Mais do que tentar apresentar uma amostra deste vasto oceano, constituído como objecto de estudo, visa-se promover o debate sobre as múltiplas relações do cinema com a música, a começar pelas suas funções, sobre como o cinema influenciou a música contemporânea e, em especial, o cinema da indústria de Hollywood. Aproveita-se para celebrar alguns compositores que viveram da música que escreviam sob encomenda para o cinema e sinalizar aqueles que o fizeram excepcionalmente. Por isso, se deixámos de fora realizadores que utilizaram de forma brilhante a «música clássica» nos seus filmes como Stanley Kubrick (1928-1999), (2001: Odisseia no Espaço, 1968; Laranja Mecânica, 1971) e compositores Sergei Rachmaninoff (1873-1943), Aram Khachaturian (1903-1978), John Williams (n. 1932) e tantos outros, não podíamos deixar de recordar Carlos Paredes (1925-2004). Outros Cinemas é um projecto da Colecção B Em parceria com o Departamento de Artes Cénicas e com o Departamento de História da Universidade de Évora e conta com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, da Universidade de Évora, da Fundação Eugénio de Almeida, da SOIR Joaquim António de Aguiar e da Câmara Municipal de Évora.  
Em 20.02.2018 | 21:30
Sessão: "O Bom, o Mau e o Vilão" (1966) Com realização de Sergio Leone e música de Ennio Morricone
Em 20.02.2018 | 15:00
Conferências: «Governando o Atlântico: perspectivas historiográficas», por Thiago Krause (Escola de História/ Unirio) e «Caminhos e descaminhos da ideia imperial no Brasil independente», por Christian Lynch (Fundação Casa de Rui Barbosa/ IESP/ UERJ)Comentador: Pedro Cardim | CHAM Centro de Humanidades (Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores)
De 14.01.2018 a 10.02.2018
     
Em 16.03.2018 | 10:30
 Ao longo das décadas, tem existido pouco consenso sobre o que o termo "ciência colonial" realmente designa. Esta Mesa Redonda denominada de “Ciência Colonial?” visa reunir historiadores e cientistas sociais, de modo, a que se reflicta, se questione sobre este conceito, ainda tão actual e amplamente discutido. Pretende-se que esta seja uma oportunidade para que colegas de várias áreas possam cruzar ideias, de modo informal e aberto ao público, desconstruindo/discutindo/recriando sobre esta temática.
Em 19.01.2018 | 14:30
Biografias da Presença Karajá em museus do Brasil e da EuropaManuelina Duarte (Universidade Federal de Goiás, Brasil), no âmbito do Programa de Doutoramento de História e Filosofia da Ciência – MUSEOLOGIA      
De 27.10.2017 a 01.11.2017
Voluntariado Cultural no apoio à Exposição do Fórum Eugénio de Almeida
Em 06.10.2017 | 09:30
Os alunos do curso de História  e Arqueologia da Universidade de Évora e o seu Núcleo de Estudantes (NEHAUE) propõem-vos uma viagem ao passado através de duas atividades: um peddy-paper na cidade de Évora e uma visita aos castelos de Arraiolos e de Montemor-o-Novo.
Em 22.09.2017
A obra Lux Anima. Iluminuras na Biblioteca de Évora, uma edição da Althum, coordenada por Antónia Fialho Conde, será apresentada na Biblioteca Pública de Évora (22. Setembro. 2017) e na Biblioteca Nacional de Portugal (27. Setembro. 2017). 
De 28.06.2017 a 06.07.2017
Objetivos: Introduzir os formandos na problemática da religião e direito islâmicos, componentes intrinsecamente conectadas neste sistema religioso. Familiarizá-los com conceitos e vocábulos inerentes ao Islão, assim como com uma perspetiva global da sua origem e percurso histórico, numa constante interpelação entre Passado e Presente. Desmistificar preconceitos e contribuir para o conhecimento desta religião monoteísta, numa visão que concorra para uma maior inteligibilidade da contemporaneidade.
Em 24.05.2017 | 16:00
O Centro de História da Universidade de Lisboa divulga a realização da VIII sessão dos Seminários Imagética e Conexões Mundiais, organizados conjuntamente pelo Centro de História da Universidade de Lisboa, pelo Programa de Doutoramento em Teoria Jurídico-Política e Relações Internacionais da Universidade de Évora e pela Sociedade de Geografia de Lisboa. Esta sessão será dedicada ao tema Sociabilidades nos Tempos Modernos (América, Ásia).
De 18.05.2017 | 18:00 a 16.06.2017 | 16:30
Publicado em 16.03.2017
O Conselho de Administração da AULP – Associação de Universidades de Língua Portuguesa atribuiu o Prémio Fernão Mendes Pinto de 2016 à tese de Patricia Delayti Telles, intitulada “Retrato entre baionetas: prestígio, política e saudades na pintura de retrato em Portugal e no Brasil, entre 1804 e 1834”.
De 16.03.2017 a 15.10.2017
The editors of Hamsa: Journal of Judaic and Islamic Studies are very pleased to publicly announce that the journal is now accepting proposals for its 4th volume.
Publicado em 15.03.2017
Concurso para atribuição de 4 Bolsas de Doutoramento no âmbito do Programa Doutoral HERITAS – Estudos de Património.  
Em 31.03.2017 | 09:30
À descoberta da cidade de Évora pelos olhos dos viajantes
Publicado em 20.02.2017
A Universidade de Évora e a Universidade de Extremadura oferecem já para o próximo ano letivo um total de 8 cursos com possibilidade de dupla titulação, conforme anunciado na reunião entre reitorias que decorreu dia 17 de fevereiro na Universidad de Extremadura, Badajoz.
Publicado em 21.12.2016
O Prémio Vergílio Ferreira 2017 foi atribuído à escritora Teolinda Gersão. Este galardão foi hoje anunciado pelo júri do Prémio que incide sobre o conjunto da obra de um autor que se tenha distinguido nos domínios da ficção ou do ensaio.
Publicado em 02.12.2016
A falcoaria portuguesa passou a integrar a Lista representativa do Património Cultural Imaterial da UNESCO em decisão tomada durante a 11.ª reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que decorreu em Adis Abeba, na Etiópia.
Publicado em 12.10.2016
Jorge Sampaio, antigo Presidente da República Portuguesa, proferiu hoje, dia 12 de outubro, no auditório da UÉ a conferência “Refugiados no Mundo e a criação de um mecanismo de resposta rápida para a educação superior nas emergências”, organizada pelo CICS.NOVA.UÉVORA.
De 14.10.2016 | 09:00 a 14.10.2016 | 18:00
"A Universidade de Évora e a Escola de Artes em articulação com a Universidade do Algarve e a Câmara Municipal de Évora, realizam o II Colóquio “Cartografias (re)inventadas” contando com a participação de investigadores de áreas multidisciplinares, que abrangem as artes, as ciências e as técnicas de representação."  
Publicado em 08.06.2016
Foram assinados no dia 08 de junho, na Sala de Docentes da UÉ, os acordos que abrem aos alunos a possibilidade de dupla titulação do grau de licenciado pela Universidad de Extremadura e Universidade de Évora.
Publicado em 14.09.2015
Dia 26 de Setembro, pelas 21:00, em cerimónia pública, será formalmente aberto à fruição dos interessados e turistas o acesso ao Menhir do Patalou, situado junto à estrada que liga Nisa à Barragem da Póvoa. A cerimónia que decorrerá junto ao menhir contará, para além das intervenções protocolares das entidades envolvidas, com uma breve conferência sobre Megalitismo a proferir por Jorge de Oliveira, Arqueólogo e docente da Universidade de Évora, a que se seguirá um concerto pela Orquestra Filarmónica da Banda de Nisa.
De 01.04.2015 a 01.06.2015
Estão abertas as candidaturas ao  Prémio Victor de Sá de História Contemporânea 2015, destinado a jovens investigadores em História Contemporânea Portuguesa. O Prémio que completa este ano a 24ª edição, tornou-se o Prémio nacional de maior prestígio para investigadores em História Contemporânea.